Pastoral Familiar – – Arquidiocese de Montes Claros, MG.

Em defesa da família e da vida.

Posts Tagged ‘Sínodo sobre a família’

O AMOR É NOSSA MISSÃO: A FAMÍLIA PLENAMENTE VIVA

Posted by pastoralfamiliarmoc em 8 de agosto de 2015


pedro e glorinha foto nova

O AMOR É NOSSA MISSÃO: A FAMÍLIA PLENAMENTE VIVA                                                                                             Glorinha Mameluque

Com esse tema central, todo o Brasil comemora de 08 a 15 de agosto a Semana Nacional da Família.  É um tempo forte de reflexões e orações, em que os grupos e segmentos da Igreja Católica se unem para refletir os temas inseridos na cartilha Hora da Família, editada pela CNBB, Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família.

Em Montes Claros, como acontece em todos os anos, a Pastoral Familiar, que diga-se de passagem, é referência para todo o Brasil, elabora uma programação que inicia-se no dia 08 de agosto (sábado) com a Caminhada da Família Cristã, com saída da Praça da Catedral e término na Praça da Catedral de Nossa Senhora e São José. É uma caminhada pacífica, ordeira, com participação de crianças, jovens e adultos de todas as Paróquias da cidade. Finalizando a semana, acontece no Automovel Clube, gentilmente cedido por seu presidente, a Festa dos Pais, onde serão homenageados vários pais indicados pelas Paróquias e que se destacam nos serviços à comunidade e às famílias. Esse evento repete-se há oito anos e é revestido de completo êxito, de vez que ressalta o valor do Pai, como esteio da família e referência para os filhos.

Em outubro deste ano, acontecerá o Sínodo sobre a família, em Roma, sob o tema:

“A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo” , que tratará de vários assuntos de importância para a família e sua posição como alicerce da sociedade. Embora estejamos vivendo uma época em que há tanta violência e ameaças contra a família,faz-se necessária a união de forças para salvá-la, como bem e patrimônio da humanidade.

A propósito, em recente encontro com várias famílias, o Papa Francisco apresentou a elas algumas reflexões:

  1. O que mais pesa é a falta de amor

“Aquilo que pesa mais do que tudo isso é a falta de amor. Pesa não receber um sorriso, não ser benquisto. Pesam certos silêncios, às vezes mesmo em família, entre marido e esposa, entre pais e filhos, entre irmãos. Sem amor, a fadiga torna-se mais pesada, intolerável. Penso nos idosos sozinhos, nas famílias em dificuldade porque sem ajuda para sustentarem quem em casa precisa de especiais atenções e cuidados. ‘Vinde a Mim todos os que estais cansados e oprimidos’, diz Jesus”

  1. Os perigos da família

“Os esposos cristãos não são ingênuos, conhecem os problemas e os perigos da vida. Mas não têm medo de assumir a própria responsabilidade, diante de Deus e da sociedade. Sem fugir nem isolar-se, em renunciar à missão de formar uma família e trazer ao mundo filhos.”

  1. A graça do sacramento do matrimônio

“Os sacramentos não servem para decorar a vida – mas que lindo matrimônio, que linda cerimônia, que linda festa!… Mas aquilo não é o sacramento, aquela não é a graça do sacramento. Aquela é uma decoração! E a graça não é para decorar a vida, é para nos fazer fortes na vida, para nos fazer corajosos, para podermos seguir em frente!

  1. A necessidade familiar dos cristãos

“Os cristãos casam-se sacramentalmente, porque estão cientes de precisarem do sacramento! Precisam dele para viver unidos entre si e cumprir a missão de pais. ‘Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença’. Assim dizem os esposos no sacramento.”

  1. A família é para a vida toda

“Uma longa viagem, que não é feita de pedaços, dura a vida inteira! E precisam da ajuda de Jesus, para caminharem juntos com confiança, acolherem-se um ao outro cada dia e perdoarem-se cada dia. E isto é importante! Nas famílias, saber-se perdoar, porque todos nós temos defeitos, todos! Por vezes fazemos coisas que não são boas e fazemos mal aos outros. Tenhamos a coragem de pedir desculpa, quando erramos em família.

  1. Com licença, obrigado, desculpa

“Para levar adiante uma família, é necessário usar três palavras. Três palavras: com licença, obrigado, desculpa. Três palavras-chave!”

  1. A família que ora

“Todas as famílias, todos nós precisamos de Deus: todos, todos! Há necessidade da sua ajuda, da sua força, da sua bênção, da sua misericórdia, do seu perdão. E é preciso simplicidade: para rezar em família, é necessária simplicidade! Rezar juntos o ‘Pai Nosso’, ao redor da mesa, não é algo extraordinário: é fácil. E rezar juntos o Terço, em família, é muito belo; dá tanta força! E também rezar um pelo outro: o marido pela esposa; a esposa pelo marido; os dois pelos filhos; os filhos pelos pais, pelos avós… Rezar um pelo outro. Isto é rezar em família, e isto fortalece a família: a oração.”

  1. A família conserva a fé

“As famílias cristãs são famílias missionárias. Ontem escutamos, aqui na praça, o testemunho de famílias missionárias. Elas são missionárias também na vida quotidiana, fazendo as coisas de todos os dias, colocando em tudo o sal e o fermento da fé! Guardai a fé em família e colocai o sal e o fermento da fé nas coisas de todos os dias.”

  1. A alegria da família

“A alegria verdadeira vem da harmonia profunda entre as pessoas, que todos sentem no coração, e que nos faz sentir a beleza de estarmos juntos, de nos apoiarmos uns aos outros no caminho da vida.”

10.Deus e a harmonia em meio às diferenças.

“Ter paciência entre nós. Amor paciente. Só Deus sabe criar a harmonia a partir das diferenças. Se falta o amor de Deus, a família também perde a harmonia, prevalecem os individualismos, se apaga a alegria. Pelo contrário, a família que vive a alegria da fé, comunica-a espontaneamente, é sal da terra e luz do mundo, é fermento para toda a sociedade.”

Adm Storino

Anúncios

Posted in Defesa da vida, Família, Geral, Pastoral Familiar, Política, Religião | Etiquetado: , , , , , , , , , , | Leave a Comment »