Pastoral Familiar – – Arquidiocese de Montes Claros, MG.

Em defesa da família e da vida.

Maria, mãe de Deus, tem dúvida?

Posted by pastoralfamiliarmoc em 4 de maio de 2016


Irmãos em Cristo, bom dia.

Muito se ver falar sobre Maria nossa mãe e mãe de Deus. Vi este artigo que o Padre Lodi escreve a Júlio Severo, respondendo ao seu questionamento. De forma simples ele expõe  a verdade sobre Maria. Reproduzo na íntegra  a resposta dada.

9d3a6-prespio-2bcatedral2bde2bmotherwell2c2bescc3b3cia

“Prezado Júlio Severo

Salve Maria!

A questão que seu colega propôs já foi resolvida em 431 no Concílio de Éfeso. Na época, um homem chamado Nestório afirmava que em Cristo havia duas pessoas: a divina e a humana. Maria seria mãe apenas da pessoa humana, não da pessoa divina de Jesus. Assim, ela poderia ser chamada mãe de Cristo (Christotókos) mas não mãe de Deus (Theotókos).

A heresia nestoriana foi condenada pelos Padres Conciliares, que definiram que em Cristo há uma única pessoa, adivina, com duas naturezas: a divina e a humana.

Em outras palavras, Jesus é Deus e homem, mas não há uma pessoa humana em Jesus. O “eu” de Jesus é o eu divino, o mesmo que existia com o Pai antes de todos os séculos. Não existe um outro “eu” (desta vez humano) em Jesus.

Agora, eis o raciocínio. A maternidade refere-se à pessoa e não à natureza.

A mãe de Edson Arantes do Nascimento é mãe de um jogador, embora ela não tenha gerado o futebol.

Minha mãe é mãe de um padre, embora ela não tenha gerado o sacerdócio.

A mãe de Airton Sena é mãe de um corredor, embora ela não tenha gerado o automobilismo.

Não existe mãe de uma profissão, de um esporte ou de uma qualidade. Mãe é mãe de uma pessoa.

Analogamente, não existe uma “mãe da divindade” nem uma “mãe da humanidade”, que são naturezas. Mãe é mãe de uma pessoa, não de uma natureza.

Qual é a pessoa da qual Maria é mãe? Jesus. Eis a resposta correta.

Jesus é carpinteiro? Sim. Então, Maria é mãe do carpinteiro.

Jesus nasceu em Belém? Sim. Então, Maria é mãe do belemita.

Jesus criou o mundo? Sim. Então, Maria é mãe do Criador.

Jesus redimiu o mundo? Sim. Então, Maria é a mãe do Redentor.

Jesus é Deus? Sim. Então, Maria é mãe de Deus.

Qual é o significado deste título? Que Maria comunicou a Jesus sua natureza humana. Que Jesus, que sempre existiu como Deus, passou a existir também como homem no seio puríssimo de Maria. Foi dela que ele a sua natureza humana, o ser um de nós, semelhante a nós em tudo, menos no pecado.

O que há de admirável, mas não de contraditório, em tudo isso, é que ela gerou (= comunicou sua natureza) Aquele que a havia criado!

É algo que assombra os anjos. É a maravilha do mistério da Encarnação. É um motivo de louvor contínuo a Deus!

Esta é a resposta do Concílio de Éfeso a todos os que, ontem e hoje, têm dificuldade em aceitar a maternidade divindade Maria.

“Santa Maria, mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém”.

O amigo e admirador,

Pe. Luiz Carlos”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: