Pastoral Familiar – – Arquidiocese de Montes Claros, MG.

Em defesa da família e da vida.

Amor Matrimonial

Posted by pastoralfamiliarmoc em 12 de janeiro de 2016


Amor Matrimonial

Os atrativos sentimental e sexual são parte importante de todo ser humano. Ninguém é isento da interação da sensibilidade e afeição para com o outro para se sentir aceito, amado e também amar, a não ser em casos eminentemente patológicos. Mesmo nesses a pessoa sente necessidade de ser atendida em suas necessidades afetivas.

Na relação de uns e outros a libido se manifesta com a vontade de interação. Essa pode dar-se de diversas maneiras, conforme a administração dos impulsos instintivos e reflexivos das pessoas. Para a pessoa se encaminhar para a vida a dois no matrimônio, além do atrativo sensual, ela vai conhecer mais ou menos o parceiro do outro sexo. Vai examinar a possibilidade de convivência, com um objetivo comum de busca de realização no mútuo apoio, no decorrer da vida. Se a preparação for aprofundada, vai-se trabalhar não somente com o atrativo externo e o conhecimento de interesse de doação total de um para o outro, mas também vão se conhecer as personalidades, os valores a serem vividos na inter-ajuda e o objetivo transcendente a ser buscado em comum.
Muitos casamentos não dão certo, não raro por falta de adequada preparação. Não bastam os sentimentos de atratividade sensual, nem os interesses de alguns valores superficiais. O matrimônio que exclui intencionalmente a razão sobrenatural está fadado a ficar na periferia do amor, que não realiza as pessoas que se casam. O casamento em que as pessoas fazem o pacto de apenas ter um amor provisório não dá consistência à sede de amor duradouro para a realização de um projeto de vida.
A Sagrada Família mostra o amor profundo baseado na realização do projeto de Deus. Sem este, com a obediência à vontade divina, o ser humano não se consolida em sua sede de infinito. Hoje é comum as pessoas buscarem a felicidade no que é provisório e circunstancial. É como fazer uma casa bem enfeitada mas sem alicerce. Não à toa, desde os primeiros seres humanos, tem havido a exclusão da realização da proposta divina por nós, para vivermos como imagem e semelhança dele no cuidado com a vida, a convivência no amor e na justiça, a natureza e o lar. Na teimosia humana, com a dureza do coração em se auto-divinizar, reinam a desobediência e o orgulho. Isso, acontecendo também no matrimônio e na família, faz ruir por terra a base do amor, que não é a busca do próprio interesse e comodismo, mas sim a gratuidade em dar-se amorosamente pelo bem do outro. Em contra-partida,  tem-se a certeza de realização de um projeto de vida que faz cada um promover o bem do outro. Nessa direção, com a devida preparação, há chance de sustentabilidade no amor e dedicação de um para o outro, bem como para os filhos.
O treinamento ou exercitação para a prática das virtudes ajuda muito a preparação para o casamento. Uma delas é a verdade. No namoro bem encaminhado cada um vai mostrar ao outro a verdade de si, os próprios valores e convicções, bem como suas idéias e ideais. Quando não há transparência no apresentar-se com a verdade de si, a descoberta da mentira pode arruinar o projeto de vida a dois. Outras virtudes a serem alimentadas favorecem a convivência matrimonial: “Revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente” (Colossenses 3,12-13).
A festa da Sagrada Família é um estímulo a todas as famílias para se realimentarem do amor humano entrelaçado com o divino.
D. José Alberto Moura, CSS     –
 Arcebispo de Montes Claros, MG
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: