Pastoral Familiar – – Arquidiocese de Montes Claros, MG.

Em defesa da família e da vida.

Archive for dezembro \23\UTC 2015

Músicas de Natal – Canções Natalinas

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


Letras em português das mais tradicionais e lindas canções de Natal.

http://www.suapesquisa.com/musicas_natal.htm


 

Noite Feliz

Noite feliz, Noite feliz,
O Senhor, Deus de amor,
pobrezinho nasceu em Belém.
Eis na lapa Jesus, nosso bem.
Dorme em paz, oh Jesus.
Dorme em paz, oh Jesus.

Noite de paz! Noite de amor!
Tudo dorme em redor,
entre os astros que espargem a luz,
indicando o Menino Jesus.
Brilha a estrela da paz.

Noite de paz! Noite de amor!
Nas campinas ao pastor,
Lindos anjos mandados por Deus,
Anunciam a nova dos céus;
Nasce o bom Salvador!

Noite de paz! Noite de amor!
Oh, que belo resplendor
Ilumina a o Menino Jesus!
No presépio, do mundo eis a luz,
Sol de eterno fulgor!

Jingle Bells

Hoje a noite é bela Juntos eu e ela
Vamos a capela Felizes a rezar.

Ao soar o sino Sino pequenino
Vem o Deus-Menino Nos abençoar.

Bate o sino pequenino sino de Belém
Já nasceu o Deus menino para o nosso bem!

É Natal, é Natal sininhos de luz!
Replicai, badalai que nasceu Jesus!
Paz na Terra pede o sino alegre a cantar!

Abençoe, Deus Menino sempre o nosso lar!

Brilha, brilha lá no céu

Brilha, brilha, lá no céu,
A estrelinha que nasceu.
Logo outra surge ao lado
Fica o céu iluminado.
Brilha, brilha, lá no céu,
A estrelinha que nasceu.

Anoiteceu

Anoiteceu, o sino gemeu,

a gente ficou, feliz a rezar.

Papai Noel, vê se você tem,

a felicidade prá você me dar.

Eu pensei que todo mundo fosse filho de Papai Noel.

Bem assim felicidade, eu pensei que fosse uma brincadeira de papel.

Já faz tempo que pedi, mas o meu Papai Noel não vem.

Com certeza já morreu ou então felicidade é brinquedo que não tem.

Natal das Crianças

Natal, Natal das crianças
Natal da noite de luz
Natal da estrela-guia
Natal do Menino Jesus

Blim, blão, blim, blão,
blim, blão…
Bate o sino da matriz
Papai, mamãe rezando
Para o mundo ser feliz
Blim, blão, blim, blão,
blim, blão…
O Papai Noel chegou
Também trazendo presente
Para a vovó e o vovô

Bom Natal 

Quero ver você não chorar,
não olhar pra traz,
nem se arrepender do que faz.

Quero ver o amor vencer,
mas se a dor nascer você resistir e sorrir.

Se você pode ser assim,
tão enorme assim, eu vou crer.
Que o Natal existe, que ninguém é triste,
que no mundo há sempre amor…
Bom Natal, um feliz Natal,
Muito amor e paz, pra você.
Pra você…

Foi na noite de Natal

Foi na Noite de Natal
noite de santa alegria
caminhando vai José
caminhando vai Maria.

Ambos vão para Belém
mais de noite que de dia
e chegaram a Belém
já toda a gente dormia

Buscou lume S.José
pois a noite estava fria
e ficou ao desamparo
sozinha a Virgem Maria

Quando S.José voltou
já viu a Virgem Maria
com o Deus Menino nos braços
que toda a gente alumia.

Posted in Geral | Leave a Comment »

Indicações do filmes sobre o Natal:

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


Indicações do filmes sobre o Natal:

http://www.suapesquisa.com/natal/filmes_natal.htm

A felicidade não se compra
   Ano: 1946
Direção: Frank Capra
Gênero: Drama

 Feliz Natal
   Ano: 2005
Direção: Christian Carion
Gênero: Drama

 Rudolph, a rena do nariz vermelho
   Ano: 1998
Direção: William R. Kowalchuk
Gênero: animação, infantil

 Um Natal muito louco
   Ano: 2004
Direção: Joe Roth
Gênero: Comédia

 Um Natal Brilhante
   Ano: 2006
Direção: John Whitesell
Gênero: Comédia

 Conto de Natal
   Ano: 1999
Direção: David Hugh Jones
Gênero: Drama

 Sobrevivendo ao Natal
   Ano: 2004
Direção: Mike Mitchell
Gênero: Comédia

 Um conto de Natal
   Ano: 2008
Direção: Arnaud Desplechin
Gênero: Drama

 Papai Noel existe
   Ano: 1994
Direção: Jackie Cooper
Gênero: infantil

 Papai Noel às avessas
   Ano: 2003
Direção: Terry Zwigoff
Gênero: comédia

 A filha do Papai Noel
   Ano: 2006
Direção: Ron Underwood
Gênero: comédia

 Meu Papai é Noel 2
   Ano: 2002
Direção: Michael Lembeck
Gênero: comédia

 Expresso Polar
   Ano: 2004
Direção: Robert Zemeckis
Gênero: fantasia, animação

 O Grinch
   Ano: 2000
Direção: Ron Howard
Gênero: comédia, infantil

 Um Natal Especial
   Ano: 2007
Direção: Bray, Kevin
Gênero: comédia

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal – 6

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


guirlanda_natal

GUIRLANDA: usada como enfeite nas portas de entrada das residências na época do Natal.

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal – 5

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


sinos_natal

SINOS DE NATAL: representam o anúncio para a humanidade do nascimento de Jesus Cristo, o Salvador.

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal – 4

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


ESTRELA DE NATAL: guiou os três reis magos até o local de nascimento do menino Jesusestrela_natal

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal – 3

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


papai_noel1

PAPAI NOEL: representa o bom velhinho que dá presentes para as crianças no dia de Natal

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal – 2

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


História e significado da árvore de Natal

arvore_natal1

ÁRVORE DE NATAL: na tradição cristã, simboliza vida, paz, esperança e alegria ÁRVORE DE NATAL: na tradição cristã, simboliza vida, paz, esperança e alegria

Em vários países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para enfeitar casas e outros ambientes. Junto com as decorações natalinas, as árvores garantem um clima especial nesta importante época do ano.

De acordo com pesquisadores das tradições cristãs, a montagem de árvore de Natal teve início no ano de 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Numa determinada  noite, enquanto andava pela floresta, Lutero ficou impressionado com os lindos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a formar a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua residência. Além das estrelas, algodão e outros ornamentos, Lutero usou velas acesas para mostrar aos seus familiares a linda cena que havia visto na floresta.

Esta tradição chegou ao continente americano através de alguns alemães, que vieram residir na América durante o período colonial.

No Brasil, país em que o cristianismo prevalece, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares na época natalina, pois, além de decorar, simbolizam paz, alegria e esperança. As árvores de Natal também simbolizam a vida, pois em dezembro no hemisfério norte, ocorre o inverno e as árvores perdem as folhas. Uma árvore frondosa e cheia de enfeites simboliza a vida.

Dia de montar a árvore de Natal

– De acordo com a tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada a partir do dia 30 de novembro, que é o começo do período do advento. Sua montagem deve ser aos poucos, intensificando-se a partir de 17 de dezembro (momento em que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus). Em 6 de janeiro (Dia de Reis), de acordo com esta tradição, é o dia de desmontar a árvore de Natal.

by Sua pesquisa.com

Posted in Geral | Leave a Comment »

Símbolos de Natal -1

Posted by pastoralfamiliarmoc em 23 de dezembro de 2015


O Presépio: Origem e significado

presepio_natal

PRESÉPIO DE NATAL: simboliza o momento e o ambiente em que Jesus Cristo nasceu

Ao longo dos anos, os países católicos ao festejarem a data utilizam várias tradições natalinas como canções, a figura do Papai Noel, a ceia de Natal, a árvore de Natal e em especial o presépio de Natal.

O termo presépio vem do latim praesaepe com o significado de estrebaria, curral, estábulo. Foi num destes espaços que nasceu a figura, real e histórica, conhecida para a posterioridade com o nome de Jesus. Não foi porque a sua mãe e o seu pai José e Maria tivessem deliberadamente escolhido este lugar, mas foi o único que lhes concederam.

O presépio é uma das representações mais singelas do nascimento de Jesus Cristo. Procura resgatar a importância e magnitude daquele momento ao mesmo que nos lembra a forma simples e humilde em que se deu o nascimento. A presença do menino Deus naquele estábulo, ao lado de seus pais, tendo por testemunhas os pastores e os animais e recebendo a visita dos Reis Magos, guiados à gruta pela estrela de Belém, mostra a grandeza e a onipotência de Deus representada na fragilidade de uma criança.

Esta representação foi criada por São Francisco de Assis em 1223 que, em companhia de Frei Leão e com a ajuda do senhor Giovanni Vellina, montou em uma gruta da floresta na região de Greccio, Itália, a encenação do nascimento de Jesus. Na época já havia 16 anos que a Igreja tinha proibido a realização de dramas litúrgicos nas Igrejas, mas São Francisco pediu a dispensa da proibição, desejoso que estava de lembrar ao povo daquela região a natividade e o amor a Jesus Cristo. O povo foi convidado para a missa e ao chegarem à gruta encontraram a cena do nascimento vivenciada por pastores e animais.

São Francisco morreu dois após, mas os Frades Franciscanos continuaram a representação do presépio utilizando imagens.

No Brasil, a cena do presépio foi apresentada pela primeira vez aos índios e colonos portugueses em 1552, por iniciativa do jesuíta José de Anchieta. A partir de 1986, São Francisco é considerado o patrono universal do presépio.

“Fazer presépios é unir mundos”. O mundo animal, os homens e o mundo mineral (pedras e presentes) se unem na contemplação do nascimento de Jesus. Os reis Magos em uma interpretação mais recentes são lembrados como um símbolo da união dos povos: Gaspar, o negro: Melchior, o branco e Baltazar, o asiático. E se, passados tantos séculos, o presépio continua sendo, depois da missa, a celebração mais digna do Natal, é porque um gênio de poeta e santidade o imaginou para, de modo bem plástico e didático, continuar fazendo os homens relembrarem o supremo gesto de amor do Filho de Deus, como escreve Santo Agostinho.

O presépio foi organizado por São Francisco para visualizar, sensibilizar, facilitar a meditação da mensagem evangélica do conteúdo do mistério de Jesus Cristo, que nasce na pobreza, na simplicidade, para fazer o homem mais humano: Filho de Deus, irmão de todos os demais homens, harmonizado com o universo. Cada figura do presépio tem seu conteúdo evangelizador. É preciso explicitá-lo, captá-lo e vivenciá-lo: a) José: o esposo, o companheiro; o pai, o homem que ama, trabalha, é responsável; o homem que respeita, que sustenta, que orienta; o homem de oração…

  1. b) Maria: a esposa, a mãe, a companheira fiel, pura, digna, cumpridora da vontade de Deus (Eis aqui a serva do Senhor…); a mulher que educa, ora, medita em seu coração os mistérios da maternidade; é toda doação e dedicação…
  2. c) Os pastores e os sábios: os simples e os sábios: os simples e os cultos, pessoas à escuta, em busca, que sabem ler os sinais dos tempos, saem de si para encontrar os outros, lêem no outro a presença de Deus…
  3. d) Os animais, o feno, a gruta: a natureza toda a serviço do homem e de Deus, e quem acolhe o homem, acolhe a Deus…
  4. e) A estrela: guia, luz, ideal, sentido…
  5. f) Os anjos: mensageiros de Deus, comunicadores da Boa Notícia.

As palavras de paz e serenidade de São Francisco trazem até nós o sentido verdadeiro do Natal: “Todos os homens nascem iguais, pela sua origem, seus direitos naturais e divinos e seu objetivo final” e ainda “No presépio se honra a simplicidade, se exalta a pobreza, se elogia a humildade”. (Fontes Franciscanas, I Cel. 85)

Na pobreza do presépio, meditemos sobre o mistério da encarnação, buscando encontrar-se com o verdadeiro Deus que se faz humilde para nos ensinar que a maior riqueza não está naquilo que se tem, e sim naquilo que se é.

 By Paróquia Nossa Senhora do Carmo em Campo Belo.

Posted in Geral | Leave a Comment »

Centenas de milhões de crianças chacinadas na China.

Posted by pastoralfamiliarmoc em 22 de dezembro de 2015


Mãe forçada aponta o local da aplicação mortal.
Mãe forçada a abortar aponta o local da aplicação mortal.

O governo da China comunista informou por meio do jornal oficial Diário do Povo que todo ano pratica 13 milhões de abortos. Desses, 62% são feitos em mulheres com idade entre 20 e 29 anos, na maioria solteiras, informou a agência ACIPrensa. 

Os dados são do Centro de Investigação de Tecnologia da Comissão Nacional de Planificação Familiar e da Saúde. O mesmo órgão apontou que entre 2006 e 2010 a China gastou 402,5 milhões de dólares para distribuir anticonceptivos no país.

Qi Rongyi, médico chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia num hospital de Tianjin, disse que na realidade “o número de abortos poderia ser muito maior”, pois “as estatísticas não incluem os abortos realizados em clínicas ilegais”.

A sinistra mistura de socialismo, dirigismo e paganismo fez aumentar em 30% o número de adolescentes menores de 16 anos que abortam.

Há 35 anos entrou em vigência a “política do filho único”, estratégia comunista muito prezada pelos ecologistas inimigos do crescimento da espécie humana.

Mãe forçada a abortar observa horrorizada os restos de seu filho.
Mãe forçada a abortar observa horrorizada os restos de seu filho.

Nesse período foram mortos 400 milhões de bebes antes de nascer. 

No fim de 2014, Steven Mosher, presidente doPopulation Research Institute (PRI), lembrou que se as crianças que foram ultimadas por essa política abortista não tivessem sido assassinadas, “hoje teriam por volta de 35 anos de idade”.

Mas foram chacinados, e hoje a economia chinesa está em crise também pela falta de trabalhadores induzida por essa política imoral e antinatural.

No trabalho Isto é pelas crianças perdidas na China, Steven Mosher pediu orações “por elas e pelas suas mães, muitas das quais foram levadas às clínicas da carnificina, ditas de saúde, do Estado pela força ou sob ameaças para provocar nelas abortos que nunca desejaram e que agora lamentam profundamente”. 

Mosher deplorou que o resto do mundo não queira ouvir a trágica lição chinesa. “Ainda quando a fecundidade das mulheres continua se reduzindo perigosamente em dúzias de países, o mito da superpopulação subsiste nas mentes e nas decisões concretas”.

Isso acontece em nível de governos, ONGs e até de episcopados e altos eclesiásticos.

Agentes da planificação oficial prendem Zhong Xuexiang para força-la a abortar, em 21 de janeiro 2014
Agentes da planificação oficial prendem Zhong Xuexiang 
para força-la a abortar, em 21 de janeiro 2014

“As políticas públicas que denigram e sabotam vida humana estão em aumento”, acrescentou. Um exemplo típico está nas propostas defendidas por ONGs e governos na reunião da COP21 em Paris para supostamente combater o “aquecimento global”.

Ele convidou a todos a se unirem “numa gesta histórica para deter essa matança”.

Em 2013 a presidente de Direitos da Mulher sem Fronteiras, Reggie Littlejohn, denunciou que “alguns abortos forçados são tão violentos que morrem as próprias mães (…) junto com seus bebês”, e que as esterilizações forçadas “causam complicações de saúde para o resto da vida”.

Littlejohn que a política oficial marxista induz o aborto seletivo por sexo e o resultado é que “por volta de 37 milhões de homens chineses nunca poderão se casar, porque suas eventuais futuras esposas foram eliminadas de forma seletiva”.

O desequilíbrio demográfico “promove de maneira poderosa a trata de mulheres e a escravidão sexual” na China e nos países do sudeste da Ásia que imitam essa política marxista.

O Departamento de Estado dos EUA reconhece que o dirigismo socialista na China produz “o índice mais alto de suicídio feminino do mundo, aproximadamente 590 mulheres por dia”.

Desequilíbrio entre meninos e meninas preparou graves problemas sociais e familiares futuros
Desequilíbrio entre meninos e meninas preparou 
graves problemas sociais e familiares futuros

“O aborto forçado destrói as mulheres psicologicamente”, explicou Littlejohn. Na China hoje há “119 meninos que conseguiram nascer por cada 100 meninas sobreviventes”. O fato somado aos baixos índices de fertilidade — “1,5 a 1.7 filhos por mulher” — criou uma sociedade que “está envelhecendo”.

Lili Zeng moradora da província de Guangdong, sul da China, contou para o site de notícias chinês Tianya, que “dois dias antes de nascer meu bebê, sete funcionários da planificação familiar me prenderam e me forçaram a aborta-lo com uma aplicação, porque eu não tinha uma permissão oficial de nascimento”.

Essa licença é exigida pela recentíssima modificação da “política do filho único” que agora tolera dois mas só com aprovação do governo.

Posted in Geral | Leave a Comment »

Perante a gravidade do pecado, Deus responde com a plenitude do perdão – PP Francisco.

Posted by pastoralfamiliarmoc em 22 de dezembro de 2015


Posted in Geral | Leave a Comment »